CABELOS OLEOSOS

Você lava diariamente os cabelos, corre atrás de um xampu que dê resultado, mas nada disso adianta, pois dentro de algumas horas eles vão ficando pesados e parecem grudar no couro cabeludo. Esses são sinais típicos de um cabelo oleoso, uma outra anomalia do couro cabeludo que é a oleosidade excessiva.

Ana Rita Santos Teles, 30 anos, que apresenta essa disfunção capilar, diz que evita fazer escova e passar prancha nos cabelos, pois logo em seguida tem que lavá-los porque não agüenta a coceira. “Eles ficam com uma expressão de sujeira, o que me incomoda bastante”, conta.

Segundo o terapeuta capilar Carlos Ferraz, a causa desse problema é de ordem genética, mas alterações hormonais e estresse também pioram o problema. “Ela se dá pela produção de glândulas sebáceas que normalmente entram em hiperatividade por alguma disfunção endócrina ou até mesmo por um processo de atividade exacerbada dessas glândulas de fatores genéticos”, explica.

De acordo com o especialista, geralmente, quem tem a pele oleosa também apresenta cabelos oleosos. Isso porque nesse tipo de pele as glândulas sebáceas do couro cabeludo produzem mais gordura do que o normal.

Alguns hábitos como banhos quentes e o uso incorreto dos produtos (principalmente o condicionador mal enxaguado ou aplicado na raiz), podem piorar essa característica.

Quem tem esse tipo de problema sofre ainda mais no calor. É que a temperatura elevada faz com que as glândulas sebáceas que ficam no couro cabeludo se abram, provocando maior produção de óleo.

Juliana Dias, 15 anos, conta que no verão lava os cabelos duas vezes ao dia. “Sofro no verão porque preciso lavá-los com mais freqüência. Também evito passar as mãos pelos cabelos porque até isso provoca oleosidade e começa a me incomodar” diz a estudante.

Tratamento

Para se livrar desse incômodo constante e diário, o recomendado é procurar uma clínica especializada em tratamento capilar a fim de que o terapeuta possa analisar o couro cabeludo. “A oleosidade excessiva, quando genética, não tem cura, por isso é recomendado um tratamento”, afirma Carlos Ferraz.

No mundo da cosmética já existem xampus e loções indicados especificamente para esse tipo de cabelo. Eles removem os resíduos sem ressecar tanto os fios. Xampus anti-caspa também ajudam e, se o caso for grave, o dermatologista pode indicar medicamentos via oral.

O Champô de Aloe e Jojoba limpa a fundo o couro cabeludo e o cabelo, deixando-o hidratado, brilhante e fácil de pentear. É uma fórmula com pH dermocompatível que alia os benefícios do Gel de Aloe Vera estabilizado com o Óleo de Jojoba, por isso é ideal para qualquer tipo de cabelo, mesmo os oleosos.
O Aloe neste champô pelas suas propriedades adstringentes, ajuda a remover todas as células mortas existentes no couro cabeludo e fortifica os folículos pilosos e as papilas constituintes do cabelo devido aos seus aminoácidos.
O Óleo de Jojoba é outro ingrediente importante neste produto, pois é um excelente hidratante, há muito tempo  utilizado  nos produtos de higiene capilar. Tem a capacidade de eliminar a seborreia e, ao mesmo tempo, fortalecer o couro cabeludo e o cabelo.
É responsável pela aparência resplandecente do cabelo, evitando as pontas espigadas.

Dicas de auto-cuidado

  • Mantenha os cabelos sempre limpos e nunca esfregue o xampu, porque isso também estimula as glândulas sebáceas.
  • Não passe as mãos e evite escovar muito o cabelo, para não estimular a produção de sebo.
  • Lave o cabelo todos os dias em água morna ou fria e com xampus à base de substâncias desengordurantes (hamamélis, jaborandi e castanha-da-índia).
  • Condicionador, só nas pontas. E evite os produtos 2 em 1.
  • Mantenha o secador a 15 centímetros de distância e na temperatura morna ou fria.
  • Tome bastante água diariamente para ajudar a regularizar a produção sebácea.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: